Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Joseane Sampaio sugere ações socioeducativas para combater a violência contra a Mulher

Publicado em 09/08/2017 às 16:37 - Atualizado em 09/08/2017 às 16:37

Xaxim- A vereadora do PMDB, Joseane Sampaio é a proponente do Projeto de Lei Legislativo 09/2017 que “Dispõe de ações socioeducativas do Legislativo Municipal na rede pública de ensino das escolas municipais, visando a prevenção de violência contra a Mulher”. O Projeto foi apresentado na semana passada, e está em análise pelas Comissões da Casa Legislativa.

 

Conforme o projeto, as ações têm como objetivo a conscientização e o combate de todas as formas de violência e discriminação contas as mulheres, promovendo campanhas informativas, através de material impresso, palestras e exposições de painéis. Ao usar o espaço da tribuna, na reunião de terça-feira, 08, do Poder Legislativo, a vereadora apresentou dados preocupantes em relação a violência contra a mulher tanto a nível nacional, quanto municipal.

 

Informações divulgadas em meios de comunicação dão conta que uma em cada três mulheres  sofreu algum tipo de violência no Brasil e, a cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no país. Com a criação da Lei Maria da Penha, há 11 anos, houve um pequeno avanço na denúncia dos agressores, mas, ainda não é suficiente para diminuir os números de vítimas.  

 

A nível municipal os dados são ainda mais preocupantes, conforme afirmou Joseane. Em entrevista à imprensa local, o promotor de Justiça, Diego Barbiero explicou que de janeiro de 2014 a julho de 2017, 304 ocorrências de violência doméstica foram registrados na Comarca de Xaxim (que também atende Lajeado Grande, Marema  e Entre Rios), contudo 90% dos casos ocorreu em Xaxim. A média nesses três anos e meio é de uma ocorrência a cada dia três dias, um número bastante expressivo para a nossa região, conforme explicou em entrevista.

 

Uma das maneiras de diminuir esses números alarmantes  e combater a violência contra o público feminino é iniciar nas escolas com ações socioeducativas, conforme sugestão do Promotor. Joseane esclareceu que é preciso unir forças com o Conselho da Mulher, Secretarias Municipais na construção de políticas públicas para àquelas que são vítimas desse ato, pois a violência contra a mulher não causa sequelas somente na mulher, mas, nos filhos e na sua família.

 

“Vamos trabalhar para que essa Casa Legislativa, ao longo da legislatura também dê sua parcela de contribuição e que daqui quatro anos, possamos comemorar e apresentar uma realidade diferente em Xaxim”, concluiu a vereadora.